Compartilhar

Os contratos futuros do açúcar fecharam com leve alta nas bolsas internacionais nesta terça-feira (21). Em Nova York, na ICE Future, o vencimento março/22 foi contratado a 18,74 centavos de dólar por libra-peso, 15 pontos a mais do que os preços da véspera. A tela maio/22 subiu 12 pontos, negociada em 18,37 cts/lb. Os demais contratos subiram entre 5 e 10 pontos, com exceção do lote outubro/23, que fechou estável.

Operadores disseram a Reuters que nos últimos dias os fundos reduziram as posições e que o apetite pelo risco teria que ser restaurado para que o mercado se recupere. “Os fundamentos básicos permanecem favoráveis, com muitos esperando um pequeno déficit global na temporada 2021/22”, completaram os operadores.
“No final das contas, o mercado ainda está preso na faixa que almejamos há vários meses”, disse um corretor ouvido pela Reuters, indicando uma faixa de preço entre 18,50 centavos de dólar e 20,50 centavos para o contrato do primeiro mês.

Na ICE Future Europe, em Londres, a terça-feira foi marcada por altas em todos os lotes do açúcar branco. O vencimento março/22 foi contratado ontem a US$ 492,10 a tonelada, valorização de 4,30 dólares no comparativo com a véspera. Já a tela maio/22 subiu 2,70 dólares, com as negociações em US$ 487,90 a tonelada. Os demais contratos subiram entre 1,40 e 2,40 dólares.

Pelo Indicador Cepea/Esalq, da USP, a saca de 50 quilos do açúcar cristal fechou ontem a R$ 154,97, com avanço de 1,27%.

Cadastre-se em nossa newsletter