Renovabio permitirá à indústria brasileira retomar investimento, avalia consultoria

A indústria de brasileira de cana-de-açúcar será beneficiada com a maior demanda doméstica por etanol, motivada, entre outros fatores, pela entrada em vigor do Renovabio no ano que vem, segundo relatório da Moody´s Investors Service.

“O incentivo econômico oferecido pelo Renovabio auxiliará a retomada de investimentos no segmento de etanol, ajudando o Brasil a recuperar os níveis de moagem, que mostram estagnação nos últimos anos”, afirma o vice-presidente e analista sênior da Moody´s Erick Rodrigues.

De acordo com comunicado emitido pela agência de classificação de risco, Raízen, Adecoagro e São Martinho, grandes produtoras de cana, “mostraram solidez durante momentos desafiadores para a indústria no Brasil e estão posicionadas para se beneficiar do aumento da demanda”.

A Moody´s acredita que o baixo custo de produção do etanol no Brasil mantém o combustível competitivo mesmo quando o preço do petróleo estiver pressionado.