Segundo Bolsonaro, Brasil trabalhará para incluir o açúcar na união aduaneira do Mercosul

O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse nesta quarta-feira (17) em Santa Fé, na Argentina, durante a 54ª Reunião de Cúpula do Mercosul, que o Brasil irá trabalhar para incluir os setores automotivo e o de açúcar na união aduaneira.

“Trabalharemos para incluir finalmente os automóveis e o açúcar na união aduaneira… é injustificável que ainda não haja um entendimento entre nós”, afirmou o presidente em seu discurso.

“Atuaremos de igual maneira pelo fim das repetidas prorrogações dos regimes especiais”, ressaltou Bolsonaro, acrescentando: “ou as tarifas são comuns ou não são, não queremos uma união aduaneira pela metade.”

O Brasil assumiu a presidência rotativa do Mercosul pelos próximos seis meses, obedecendo a ordem alfabética dos países membros, já que no semestre passado esta responsabilidade coube à Argentina.