Compartilhar

A usina Santa Adélia contratou financiamento de R$ 100 milhões com o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), por meio do programa de crédito do RenovaBio, do Ministério de Minas e Energia (MME). Este é o primeiro contrato feito pela instituição financeira nesta modalidade, que tem prazo total de pagamento de até 96 meses, incluída carência de até dois anos.

Os recursos serão destinados à unidade produtora de biocombustíveis da usina, localizada em Jaboticabal (SP). O valor do empréstimo aprovado para a Santa Adélia é o máximo permitido por empresa nesta linha. Para os casos em que um mesmo grupo tem mais de uma usina no programa, o valor total pode chegar a R$ 200 milhões.

O Renovabio prevê descontos nas taxas de juros do financiamento, caso a empresa alcance as metas de redução de emissões de CO² estipuladas no programa. A Santa Adélia foi fundada em 1937, tem 3,8 mil funcionários e porte médio. Além de etanol e açúcar, ela produz 58,8 MWh por tonelada de cana de energia exportada.

Cadastre-se em nossa newsletter