Variedade produz biopesticida natural contra a broca-da-cana

Análises metabólicas evidenciaram que a variedade de cana-de-açúcar SP791011, desenvolvida pelo CTC (Centro de Tecnologia Canavieira), quando exposta ao ataque da broca-de-açúcar (Diatraea saccharalis), produz ácido clorogênico, substância que atua contra o inseto agressor.
O estudo, realizado em parceria entre a Embrapa e instituições de pesquisa brasileiras e internacionais foi publicado na revista Industrial Crops & Products, vinculada à ScienceDirect. A broca-da-cana é considerada a principal praga da cultura no Brasil.
  • Estudo mostra que uma variedade de cana produz, por conta própria, ácido clorogênico quando exposta ao ataque da broca-da-cana-de-açúcar.
  • A substância produzida atua contra a praga.
  • Esse ácido pode ser considerado um biopesticida natural, e sua produção pode ser induzida para desenvolver variedades de cana-de-açúcar mais resistentes.
  • A broca-da-cana-de-açúcar, uma espécie de mariposa, é a principal praga da cultura no Brasil.
  • O estudo foi feito pela Embrapa e institutos de pesquisa brasileiros e internacionais. A variedade de cana foi desenvolvida pelo Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) e é amplamente cultivada no País.
A variedade, que nos testes produziu por conta própria o ácido clorogênico quando atacada pela broca-da-cana, é um dos tipos da matéria-prima que leva o certificado de variedade de domínio público.
No mesmo ambiente, as plantas da mesma variedade do grupo de controle que não foram submetidas ao ataque da herbívora não apresentaram expressões elevadas do ácido.
Essa substância tem efeito nocivo a pragas de diversas culturas, como milho, café e tomate, afetando seu desenvolvimento e neutralizando seus impactos econômicos nas lavouras.
No estudo conduzido com a cana, que envolveu também experimentos com adição de ácido clorogênico na dieta da broca em sua fase de lagarta, a Diatraea saccharalis apresentou desenvolvimento mais rápido na fase de pupa. Porém, associado à deformação das asas na fase de mariposa quando exposta a todas as concentrações do ácido.
Os pesquisadores destacam que o ácido clorogênico pode ser considerado um biopesticida natural, e sua produção pode ser induzida para desenvolver variedades de cana-de-açúcar mais resistentes à broca-da-cana.
Prejuízos
Entre os prejuízos diretos causados pela praga estão a perda de peso e morte das gemas, o tombamento pelo vento (se as galerias forem transversais, secamento dos ponteiros, conhecido como “coração morto”), enraizamento aéreo e brotações laterais.

Mas. Desse modo. Mas. Desse modo. Mas. Desse modo. Mas. Desse modo.