Compartilhar

Enquanto a fusão entre Bayer e Monsanto não é aprovada pelos órgãos antitruste internacionais, as duas companhias protagonizam o último capítulo de uma renhida concorrência no agronegócio brasileiro.

Os alemães apostam suas fichas no lançamento da soja transgênica Liberty Link.

A meta da Bayer é alcançar um quinto do mercado na próxima safra, tirando participação, sobretudo, da semente Roundup, comercializada pela Monsanto.

No fim das contas, ficará tudo na mesma casa.

Procurada, a Bayer confirmou a meta de venda da Liberty Link e reforçou que, até o fechamento do negócio, seguirá operando de forma independente da Monsanto. (Jornal Relatório Reservado)

Cadastre-se em nossa newsletter