Compartilhar

No acumulado de 2021 até a segunda quinzena de novembro, o volume de emissão de CBios (Créditos de Descarbonização do RenovaBio) alcançou 28,33 milhões de títulos, superando em 13,7% a meta estabelecida para as distribuidoras em 2021.

Segundo relatório do Itaú BBA, desse total, 17,7 milhões foram aposentados. A maior parte, 10,5 milhões de títulos, foi aposentada na segunda quinzena de novembro.

Já o número de CBios disponíveis no último dia de novembro era de 14,5 milhões de títulos — 58% estão nas distribuidoras, 40% nas produtoras e 2% com partes não obrigadas.

Ainda de acordo com o levantamento do Itaú BBA, o volume de CBios negociado na 2ª quinzena de novembro foi de 2,56 milhões de títulos, uma redução de 7,6% frente à primeira quinzena.

O preço médio das negociações no período registrou máxima anual de R$ 49,13 por título, superando em 35% o preço médio de 2021 até então, de R$ 36,53.

Para 2022, a meta atual definida pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) é de 36 milhões de títulos, devendo chegar a 90,7 milhões de CBios em 2030. Esses valores são revisados anualmente.

Cadastre-se em nossa newsletter