Compartilhar

A estimativa de produção de açúcar do Centro-Sul do Brasil em 2021/22 foi revisada para 34,1 milhões de toneladas ante projeção de 35,6 milhões de toneladas divulgada em abril, já que a seca persistente prejudicou o desenvolvimento da cana, disse a trading Czarnikow nesta terça-feira.

De acordo com um relatório da companhia, as usinas brasileiras poderão processar apenas 535 milhões de toneladas de cana nesta safra, o menor volume desde 2012. A estimativa anterior da Czarnikow era de uma moagem de 558 milhões de toneladas. O Centro-Sul do Brasil processou 605 milhões de toneladas em 2020/21.

A produção do etanol de cana deve recuar 12% ante a temporada anterior, para 24,4 bilhões de litros.

A Czarnikow afirmou que as chuvas do Centro-Sul do Brasil entre janeiro e junho estão 43% abaixo que o normal, o que reduziu a produtividade agrícola dos campos de cana-de-açúcar em 12% até agora, para 69,8 toneladas por hectare. “Nós devemos admitir que a quebra é maior que a esperada”, disse a analista Ana Zancaner em relatório.

Além disso, a Czarnikow disse que a menor produção irá levar o Brasil a uma redução na exportação de açúcar bruto.

Cadastre-se em nossa newsletter