Compartilhar

Geadas deverão atingir a maior parte dos canaviais do Paraná e no sul de Mato Grosso do Sul entre hoje e amanhã, de acordo com previsão da Climatempo. “Nestes dois Estados, o estrago deve ser maior”, afirmou Celso Oliveira, agrometeorologista da Climatempo, em uma publicação do jornal “Valor Econômico”.

Em São Paulo, podem ocorrer episódios de geada em áreas produtoras de cana no sudoeste do Estado, próximo a Avaré e Assis. A região, porém, tem uma concentração menor de usinas, e deve ter ocorrências “pontuais” de temperaturas entre 0ºC e 2ºC.

Quando lavouras de cana recebem geadas, com temperaturas entre 0ºC e 2ºC, há uma diminuição da concentração de sacarose nas plantas, o que reduz a produção de açúcar e etanol a partir de sua moagem. Além disso, os produtores precisam antecipar a colheita dos lotes afetados para evitar mais perdas, o que altera o cronograma de colheita e também impacta em produtividade, observa Oliveira.

Não há previsão de temperaturas negativas para as áreas de cana no Brasil, mas Oliveira não descarta completamente a hipótese de ocorrência na região de Maringá (PR).

As geadas também devem afetar lavouras de milho, café e feijão no Paraná e podem impactar a produção de hortifrútis nos municípios de Ibiúna e Piedade, no cinturão verde paulista, o que pode se refletir nos preços daqui 15 a 30 dias, alertou.

Cadastre-se em nossa newsletter