Compartilhar

Mesmo com as fortes altas registradas neste início de ano, especialmente em fevereiro, o preço médio dos etanóis anidro e hidratado nesta parcial da safra 2020/21 ainda está 1,5% menor na comparação com o do mesmo período da temporada anterior (2019/20).

Os números consideram as médias dos Indicadores CEPEA/ESALQ mensais dos etanóis anidro e hidratado entre abril/20 e fevereiro/21, em termos reais (os valores foram deflacionados pelo IGP-M de fevereiro/21).

Segundo agentes consultados pelo Cepea, a volta gradual da demanda neste início de ano, mesmo em um cenário de pandemia, e o período de entressafra com estoques menores têm elevado os preços.

As cotações do etanol hidratado subiram em todas as semanas de janeiro e fevereiro. Em fevereiro, a média das semanas cheias do Indicador CEPEA/ESALQ do etanol hidratado foi de R$ 2,4041/litro, avanço de 14,9% na comparação com as semanas de janeiro. Para o Indicador CEPEA/ESALQ do etanol anidro, considerando-se somente o mercado spot, o aumento foi de 10%, para a média de R$ 2,6553/litro.

Quanto ao volume mensal de hidratado comercializado em fevereiro, o Cepea registrou volume semelhante ao de janeiro. Porém, no acumulado da safra (de abril/20 a fevereiro/21), observa-se forte queda de 26%, mais de 1,3 bilhão de litros a menos.

Cadastre-se em nossa newsletter