Etanol de milho: produção pode atingir 2,9 bilhões de litros na safra 2020/21

A produção brasileira de etanol de milho, sobretudo na região Centro-Oeste, deverá atingir 2,9 bilhões de litros na safra 2020/21, contra 1,6 bilhão de litros da temporada anterior, estimou o presidente da UNEM (União Nacional do Etanol de Milho), Guilherme Nolasco, na “Abertura de Safra Cana, Açúcar e Etanol 2020/21 Santander DATAGRO”, que acontece nesta quarta-feira (11), em Ribeirão Preto (SP).

“Com a entrada em funcionamento de novas usinas, estimamos que a produção tem potencial para alcançar 18 bilhões de litros em 2028.”

De acordo com o dirigente, em Mato Grosso, a demanda de milho para fabricação de etanol já gira.em torno de seis milhões de toneladas ao ano. “Este cenário vem abrindo novas janelas de oportunidades de comercialização para o produtor.”

Segundo Nolasco, a forte demanda do grão para produção de etanol em Mato Grosso tem impulsionado o preço do cereal no.estado em um fenômeno que até tem descolado as cotações da Bolsa de Chicago. “Saímos de cerca de R$ 22 a saca para R$ 40.” Em sua exposição, o presidente da UNEM falou também sobre as oportunidades do DDG, subproduto de elevado valor proteico – proveniente do milho uso na fabricação de etanol — como insumo para indústria de alimentação animal.