Preço do etanol registra variação de quase 15% entre os estados brasileiros 

Segundo Índice da marca, aumento chegou a 3% nas bombas de todo o País

O preço médio do etanol voltou a subir nos postos brasileiros. Segundo o Índice de Preços Ticket Log (IPTL), o combustível sofreu aumento de 1,86% no mês de julho e chegou a R$ 3,582 na Região Norte. No Centro-Oeste ele apresentou o menor valor, figurando com R$ 2,951.

Ao traçar um comparativo por estados, o combustível é 18% mais barato no Centro-Oeste se comparado aos estados da Região Norte. Com a gasolina, o aumento comparado ao mês de junho foi de 4,5%, tendo em vista que o valor mais alto foi na Região Nordeste. Por lá, o litro saiu a R$ 4,395. Já o mais baixo na Região Sul, com o preço à média de R$ 4,168.

Média nacional dos preços de gasolina, etanol, diesel e GNV
Média nacional dos preços de gasolina, etanol, diesel e GNV

O valor do combustível ficou 5% mais barato no Sul do que nos estados do Nordeste durante o período. “Depois de uma forte queda de variação em maio, os preços do etanol e da gasolina voltaram a subir desde o mês de junho. A tendência é de aumento para os próximos meses com a retomada da economia e a reabertura de comércios em diversas regiões do País”, afirma Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

A variação de preço do etanol nos estados brasileiros chegou a 14,93% e a da gasolina a 5,25%. Ao analisar o recorte por estado, é possível notar que o etanol sofreu o maior aumento (5,40%) no Rio Grande do Norte, que passou de R$ 3,613 para R$ 3,808. O que sofreu maior queda (2,96%), foi o do Amazonas, que passou de R$ 3,277 para R$ 3,180.

A gasolina que teve maior crescimento (10,58%) foi também no Rio Grande do Norte, que passou de R$ 4,111 para R$ 4,546 e o preço que sofreu maior queda (2,34%) foi a do Amazonas, que passou de R$ 4,402 para R$ 4,299.