Compartilhar

Um grupo bipartidário de senadores dos Estados Unidos apresentou, nesta quarta-feira, 14, uma legislação que busca aumentar o acesso à gasolina com maior mistura de etanol, após decisão judicial recente derrubar uma lei da época do ex-presidente Donald Trump que permitia a expansão de vendas do combustível.

A legislação é uma tentativa de impulsionar a demanda de etanol baseado no milho e injetar certezas no mercado, que foi atingido pela decisão judicial. O projeto de lei prevê estender uma isenção que permitiria vendas durante todo o ano com uma mistura de 15% de etanol, conhecida como E15.

A Agência de Proteção Ambiental (EPA, na sigla em inglês) estendeu uma isenção similar em 2018. Entretanto, o Tribunal de Apelações dos EUA para o Circuito do Distrito de Columbia decidiu no início de julho que a EPA excedeu sua autoridade ao suspender as restrições de vendas do E15 durante o verão.

As senadoras Deb Fischer, republicana de Nebraska, e Amy Klobuchar, democrata de Minnesota, lideraram o grupo de legisladores que apresentou o projeto na quarta-feira.

Separadamente, na Câmara, Angie Craig, democrata que representa Minnesota, e Adrian Smith, republicano que representa Nebraska, também apresentaram um projeto de lei nesta semana que iria garantir que a EPA pudesse conceder isenções permitindo vendas da mistura durante todo o ano.

“A decisão recente do Tribunal de Circuito de DC foi um grande golpe aos agricultores e produtores de etanol e destacou mais ainda a necessidade de fornecer mais certezas”, disse Fischer em um comunicado.

Cadastre-se em nossa newsletter