fbpx
Início Notícias Unica vê oportunidades ao Brasil no médio e longo prazo com autorização...

Unica vê oportunidades ao Brasil no médio e longo prazo com autorização de etanol na Índia

Compartilhar

A União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) anunciou nesta quinta-feira (30) que vê oportunidades ao Brasil no médio e longo prazo com a autorização de venda de etanol puro nos postos de combustíveis na Índia.

De acordo com uma matéria publicada pelo portal Notícias Agrícolas, a medida no país, mesmo sem uma frota de carros flex ou movidos a etanol, deve desencadear importantes investimentos privados.

“A princípio a demanda por etanol na Índia deve ser suprida pela oferta local e, se houver uma necessidade de importação, ela deve surgir mais no médio e longo prazo”, disse o diretor executivo da Unica, Eduardo Leão de Sousa.

Ainda ao Notícias Agrícolas, Eduardo Leão revelou que, na perspectiva do setor sucroenergético brasileiro o principal ganho é o fortalecimento do etanol como agente de descarbonização e combate às mudanças climáticas.

Bom para o Brasil

De acordo com as informações divulgadas no portal, o Brasil pode se beneficiar mais rapidamente com a decisão indiana através transferência de tecnologia para a Índia. Isso porque o país lida com o biocombustível há anos e os indianos precisariam de adequações em suas unidades de processamento para a produção de etanol.

“Na perspectiva de transferência de tecnologia, é algo natural, já que muitas montadoras que fabricam carros e motos flex-fuel aqui têm operações em solo indiano”, afirma Eduardo Leão.

Bom para o meio ambiente 

Durante a entrevista, o diretor Executivo da Unica relembrou que o etanol reduz em até 90% as emissões de gases de efeito estufa. Além disso, ele acrescente, o combustível praticamente zera a emissão de material particulado e outros poluentes altamente nocivos à saúde em comparação com a gasolina.

“Diversas cidades indianas estão no topo do ranking de localidades com pior qualidade do ar. Assim, a mistura de etanol anidro prevista para chegar em 20% na gasolina em 2025 e a adoção do etanol hidratado podem contribuir muito para reverter esse quadro”, disse o executivo.

Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish