Compartilhar

 A Atvos é a primeira empresa geradora de energia de biomassa do Brasil a conquistar o Certificado Internacional de Energia Renovável. Concedido à Unidade Conquista do Pontal, o selo permite que a empresa passe a emitir I-RECs (Certificado Internacional de Energia Renovável, do inglês International Renewable Energy Certificate) ao mercado. Localizada em Mirante do Paranapanema (SP), a unidade exporta um volume de 360 mil MWh de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar por safra.

Coordenado pelo Instituto Totum, o Programa de Certificação visa fomentar o mercado de energia gerada a partir de fontes limpas e com alto desempenho em termos de sustentabilidade. “O objetivo dos certificados é reduzir as emissões de CO2 geradas pelo consumo de energia elétrica, garantindo a origem renovável. Somente com esse produto, evitamos anualmente a emissão de 1,2 milhão de toneladas de CO2 na atmosfera. Desta forma, as empresas comprometidas com as questões climáticas têm uma solução disponível de fácil acesso e a custos competitivos”, afirma Mônica Alcântara, responsável por Sustentabilidade da Atvos.

O I-REC é uma plataforma internacional de transações que permite aos consumidores adquirirem o certificado de uma energia de fonte renovável rastreada para compensar as emissões pelo consumo de energia de origem fóssil ou de difícil comprovação de origem. Com isso é possível alcançar metas de aumento de energia renovável para grandes empresas energo-intensivas, sem a necessidade de investimento em geração de energia própria. Cada I-REC equivale a 1 MWh de eletricidade produzida a partir de fontes renováveis.

“É muito importante que o mercado possa contar com mais uma fonte de energia renovável, uma vez que a demanda de consumidores tem crescido, além de o certificado agregar valor à imagem da organização que os adquire”, diz Fernando Lopes, sócio-diretor do Instituto Totum.

Conforme explica Luiz Henrique Dias, líder da área de Energia da Atvos, a certificação confere garantia ao cliente de que a Unidade Conquista do Pontal atende a critérios de sustentabilidade, assim como agregação de todos os atributos ambientais. “Como cogeramos cerca de 2 mil GWh de energia elétrica por safra, em todas as nossas unidades, o potencial para este mercado é muito grande e crescente”, destaca.

O Brasil é o país mais avançado na área de biocombustíveis e possui a matriz energética mais limpa do mundo. Em volume, é o segundo maior produtor mundial de etanol e biodiesel e apresenta grande potencial de ampliação do uso de recursos renováveis no consumo total de energia, considerando outros bioenergéticos.

Fonte: Assessoria de Imprensa Atvos

Cadastre-se em nossa newsletter