Cana: Centro-Sul chega perto de 50 mi de t na 2ª quinzena de julho

As usinas e destilarias do Centro-Sul do Brasil processaram 49,693 milhões toneladas de cana-de-açúcar na segunda quinzena de julho da safra 2019/2020. O volume é 4,25% maior que o total de 47,666 milhões de toneladas moído em igual período da safra passada. Se comparadas as iguais quinzenas na atual e na safra anterior, foi o primeiro crescimento quinzenal de moagem no período 2019/2020, iniciado em 1º de abril.

Segundo dados apresentados pela Unica (União da Indústria de Cana-de-Açúcar), no acumulado do primeiro quadrimestre de safra, o processamento atingiu 307,810 milhões de toneladas, queda de 2,75% sobre igual período da safra 2018/2019, quando foram processados 316,528 milhões de toneladas de cana.

Etanol

Com 62,96% da oferta total de cana destinada ao etanol e apenas 37,04% ao açúcar, a fabricação do biocombustível somou 2,650 bilhões de litros na segunda quinzena de julho, alta de 0,97% ante igual período da safra passada de 2,625 bilhões de litros.

Foi produzido 1,815 bilhão de litros de hidratado, alta de 3,1% e 835 milhões de litros de anidro, queda de 3,38%.

No acumulado da safra 2019/2020, 15,478 bilhões de litros de etanol foram produzidos, queda de 4,12% sobre igual período do ano passado.

Do volume total de etanol fabricado até 1º de agosto, 10,686 bilhões de litros foram de hidratado, queda de 4,60%, e 4,793 bilhões de litros de anidro, recuo de 3,03% ante igual período da safra passada.

A produção de etanol de milho totalizou 47,916 milhões de litros na última metade de julho, totalizando 386,592 milhões de litros no ciclo 2019/2020, informou a Unica.A produção de açúcar foi de 2,478 milhões de toneladas quinzena final de julho, baixa de 5,50% sobre igual período de 2018, e acumula 13,334 milhões de toneladas na safra, queda de 9,87% ante 2018/2019.

O teor de sacarose na cana, medido na quantidade de Açúcar Total Recuperável por tonelada processada (ATR/t), foi de 141,30 quilos (kg) na quinzena final de julho, 6,13% inferior ao de igual período da safra passada. No acumulado da safra, o teor de sacarose está em 128,74 kg de ATR/t, baixa de 4,31% sobre 2018/2019.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui