Etanol: consultoria sustenta confiança no aumento da demanda com recuperação gradual da economia

0
56
É o sétimo aumento de preço do etanol em menos de 45 dias e já acumula mais de 10% de alta do produto no mercado produtor.

A Mirae Asset sustentou sua expectativa de melhora nas margens para o açúcar nas safras 19/20 e 20/21, apostando na continuidade do aumento da demanda de etanol juntamente com a recuperação gradual da economia.

Venda de participação na Renova vai fortalecer a estrutura de capital da Light, afirma Guide
Vale mantém retomada, quarto trimestre vai ser o mais forte e ação pode subir mais de 30%
Os preços médios do etanol se mostraram vantajosos em relação à gasolina em cinco estados — Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, São Paulo e Paraná, segundo o levantamento mais recente da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Em Mato Grosso, o hidratado é vendido, em média, por 57% do preço da gasolina. Goiás e Minas Gerais têm percentuais correspondentes de, respectivamente, 66,94% e 63,3%. Em São Paulo, o biocombustível ficou em 64,72%; em Paraná, 69,06%.

Houve alta de 0,7% no preço médio do etanol na semana, subindo de R$ 2,873 para R$ 2,892. Os preços do etanol subiram em 19 Estados e recuaram em outras sete unidades da Federação.

Na média brasileira, o preço do biocombustível pesquisado pela ANP acumulou alta mensal de 1,62%.

A Mirae traz recomendação de compra para a São Martinho (SMTO3), com preço-justo por ação de R$ 24,51 e potencial de valorização de 33,6¨%.

Para os papéis da Cosan (CSAN3), a recomendação é neutra, com preço-justo de R$ 57,82. O potencial de valorização em 12 meses é de 3,8%.