Compartilhar

Os preços do açúcar fecharam a terça-feira (16) em alta nas bolsas internacionais, seguindo a tendência da maioria das commodities. Segundo operadores ouvidos pela Reuters, o relatório semanal do Commitment of Traders mostrou que os fundos têm aumentado lentamente para uma posição comprada líquida. “A alta continuou a ser limitada, no entanto, pela perspectiva de vendas da Índia acima de 20,50 centavos de dólar”.

Em Nova York, o açúcar bruto, no vencimento março/22, foi contratado ontem a 19,99 centavos de dólar por libra-peso, valorização de 25 pontos no comparativo com os preços da véspera. Já a tela maio/22 subiu 19 pontos, com negócios firmados em 19,72 cts/lb. Os demais lotes valorizaram entre 8 e 15 pontos.

Em Londres, na ICE Europe, a terça-feira também foi de alta em todos os lotes do açúcar branco. O vencimento março/22 foi contratado a US$ 513,70 a tonelada, 4 dólares a mais do que a véspera. Já a tela maio/22 subiu 4,40 dólares, negociada a US$ 513,60 a tonelada. Os demais lotes subiram entre 1,90 e 3,90 dólares. A exceção ficou com o vencimento agosto/23 que fechou estável.

Ainda segundo a Reuters, um total de 283.900 toneladas de açúcar branco, principalmente indiano, foi entregue contra o contrato de dezembro na ICE Futures Europe, de acordo com dados da bolsa apresentados na terça-feira. “A entrega foi composta por 253,9 mil toneladas de açúcar indiano e 30 mil toneladas do Brasil”.

No mercado doméstico a terça-feira foi de baixa pelo Indicador Cepea/Esalq, da USP. O açúcar cristal foi negociado ontem a R$ 154,52 a saca de 50 quilos, baixa de 0,78% no comparativo com os preços praticados na sexta-feira.

Cadastre-se em nossa newsletter