Compartilhar

Os preços do etanol hidratado (usado diretamente nos tanques dos veículos) recuaram na maior parte dos Estados do pais na semana passada, mas o biocombustível manteve a competitividade ante a gasolina apenas em Goiás e Minas Gerais.

De acordo com levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), na semana encerrada no dia 16 o hidratado caiu em 13 Estados e no Distrito Federal, e subiu em outras 12 unidades da Federação.

Em São Paulo, maior polo de consumo de combustíveis do país, a queda foi marginal – de 0,03%, para R$ 3,038 o litro. Com isso, o preço médio do produto continuou acima de 70% do preço da gasolina, patamar em que estaria economicamente mais vantajoso que a “rival” para a média da frota brasileira.

O etanol continuou mais competitivo do que a gasolina apenas em Minas Gerais e em Goiás, onde a correlação de preços ficou em 69% e 68%, respectivamente. Nos postos mineiros, o biocombustível caiu 0,22%, para R$ 3,208 o litro, enquanto nos postos goianos a redução foi de 1,24%, para R$ 3,257 o litro.

Cadastre-se em nossa newsletter