Compartilhar

A Cosan confirmou em nota, divulgada nessa terça-feira (30), que está contratando consultores para iniciar os trabalhos para uma eventual oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da Raízen, joint venture das companhias brasileira e anglo-holandesa nos setores de açúcar, etanol, bioenergia e distribuição de combustíveis.

Leia também: Fazenda do futuro chega ao grupo São Martinho

De acordo com a empresa, a ação tem sido feita com conjunto com a Shell. Além disso, a Cosan também afirmou que os acionistas controladores da Raízen estão “constantemente analisando” a listagem da empresa, mas que nem todas as decisões sobre a estrutura da oferta foram tomadas até o momento.

“Embora a listagem efetiva dependa de inúmeras condições que podem estar fora do controle da companhia, isso não impedirá a contratação de consultores para iniciar a preparação para uma eventual oferta, o que de fato está sendo feito”, disse a Cosan na nota.

Vale lembrar que a manifestação ocorre depois de a agência Reuters noticiar que, de acordo com as informações, a Raízen havia escolhido os bancos de investimento do BTG Pactual, Bank of America, Citi e Credit Suisse para coordenar o seu IPO.

“Nossa intenção é estarmos preparados caso tais condições sejam atendidas e o momento de mercado esteja adequado”, disse a Cosan em sua nota.

Por: Alisson Henrique

Leia também: ATR: uso de maturadores com manejo nutricional trazem ganhos à cana

Cadastre-se em nossa newsletter