Açúcar é tema de missão da Unica em Londres

A participação da Unica faz parte do projeto setorial com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) que busca promover a imagem dos produtos sucroenergéticos no exterior, em especial do etanol brasileiro como uma energia limpa e renovável.

O açúcar vem sendo tema principal de uma série de eventos e reuniões que vem sendo realizados em Londres esta semana, desde terça-feira, 26. A Unica (União da Indústria de Cana-de-Açúcar) vem, por meio de seu diretor executivo, Eduardo Leão, participado de encontros com atores globais da produção de açúcar para debater temas como protecionismo e regulação dessa commodity, mas também formas de cooperação com outros países, particularmente em relação ao etanol.

A participação da maior entidade representativa do setor sucroenergético brasileiro, faz parte do projeto setorial com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos).

LEIA TAMBÉM

Quatro décadas de sustentabilidade do etanol

Safra 2019/20: produtividade da cana subiu 4,58%

Com o tema SugarIt’s about people, o 28° Seminário do Internacional Sugar Organization (ISO), realizado nos dias 26 e 27, teve como foco o lado humano do setor, com objetivo de projetar ideias e histórias relevantes daqueles que fazem a diferença pelo açúcar, envolvendo comunidades e desenvolvimento sustentável.

Leão ainda participou da primeira reunião formal da União dos Açucareiros Latino-Americanos (UNALA), da qual a Unica é uma das fundadoras. “O objetivo principal da entidade é o de trocar experiências sobre o que está acontecendo em relação ao açúcar nos dez países da américa-latina que fazem parte da UNALA e, assim, entender as lições aprendidas em cada país e experiências bem sucedidas de comunicação e de diálogo com os governos e a sociedade. A ideia é evitar que o açúcar continue sendo vítima do processo de vilanização que estamos vivenciando”, afirmou o executivo da Unica.

Ontem, 28, Leão participou do Global Sugar Alliance (GSA), um fórum informal que defende o livre mercado de açúcar. Este ano, o fórum que se iniciou com a participação da Unica e outras entidades durante a reunião da Organização Mundial do Comércio (OMC), em Seattle, completa 20 anos.

A GSA, que conta com a adesão dos principais países produtores e exportadores de açúcar, tem sido um importante fórum de debates e ações a favor do livre comércio e contra mecanismos de proteção e subsídios praticados por diversos países ao longo desse período. “A Global Sugar Alliance foi fundamental para facilitar a coordenação de ações conjuntas contra o protecionismo, a exemplo do bem-sucedido painel na OMC contra a União Europeia na OMC promovido por integrantes dessa aliança no início dos anos 2.000 e, mais recentemente, na decisão da abertura de novo painel, desta vez contra a Índia, por três grandes exportadores de açúcar, Brasil, Austrália e Guatemala”, explicou o diretor executivo da entidade.

Promoção dos produtos do setor no exterior

A Apex-Brasil e a UNICA tornaram pública em fevereiro de 2008 uma estratégia para promover a imagem dos produtos sucroenergéticos no exterior, em especial do etanol brasileiro como uma energia limpa e renovável.

As duas entidades assinaram um convênio que prevê investimentos compartilhados. O projeto pretende influenciar o processo de construção de imagem do etanol e demais derivados da cana junto aos principais formadores de opinião mundial – governos e meios de comunicação, bem como empresas de trading, potenciais investidores e importadores, ONGs e consumidores.