Compartilhar

Valor médio do litro da gasolina se aproxima de R$ 6,00 no País

O etanol apresentou aumento de 17,97% nos preços em março, na comparação com fevereiro, de acordo com o último Índice de Preços Ticket Log (IPTL), Com isso, o combustível passou a ser comercializado pelo valor médio de R$ 4,599 o litro.

Já a gasolina se aproxima de R$ 6,00: após aumento de 12,06% neste mês, o preço médio do combustível foi de R$ 5,717.

“Ao comparar o preço da gasolina em março com o registrado em dezembro, é possível notar uma trajetória de aumentos consecutivos ao longo dos levantamentos feitos nesses primeiros meses do ano, que resultaram em um valor médio por litro 22% maior. Se a mesma comparação for feita com o etanol, o aumento no período passa de 24%”, destaca Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

O levantamento realizado na primeira quinzena de março já apontava que o etanol havia superado a marca de R$ 4,00.

Com o fechamento do mês, o combustível foi encontrado pelo valor médio mais alto na Região Sul, a R$ 4,774. O preço mais baixo esteve no Centro-Oeste, a R$ 4,412.

Já a gasolina apresentou o cenário oposto: enquanto o preço médio mais caro para o combustível foi registrado na Região Centro-Oeste, a R$ 5,800, o mais barato esteve no Sul, a R$ 5,528. “Para ambos os combustíveis, a Região Sudeste apresentou o maior aumento dos preços. O etanol avançou 21,47% nos postos, e a gasolina, 13,14%”, aponta Pina.

No recorte entre Estados, o Acre segue com a gasolina mais cara do País. Após aumento de 12,44% nos preços, o combustível foi comercializado a R$ 6,166 o litro. Também no Norte, o Amapá manteve a gasolina mais barata, a R$ 5,285, após o preço médio avançar 14,87%. A maior alta foi registrada em Roraima, de 15,69%.

O preço médio mais baixo do etanol foi encontrado em São Paulo, de R$ 3,904. O valor está 20,94% acima do registrado em fevereiro. Já o Rio Grande do Sul apresentou o combustível mais caro, a R$ 5,323, após aumento de 17,20%.

“Ambos os Estados que registram o menor e o maior valor para o preço do etanol apresentam avanços significativos nos preços, mas foi o Distrito Federal que teve a maior alta, de 23,59%”, pontua Pina.

Cadastre-se em nossa newsletter